Dá para ser muito feliz consumindo menos

129. Happy Hours Urbanas

Segunda-feira tem encontro na Câmara Municipal para tentar entender (e influenciar) o indecifrável Plano Diretor de São Paulo. Burocracias à parte, o bom mesmo está sendo trabalhar nas hortas comunitárias de São Paulo.

Muito tem se falado sobre o novo Plano Diretor de São Paulo. De um lado,  protesta quem acredita que a cidade está sendo (mais ainda) vendida para o mercado imobiliário. Do outro, há os que vêem no plano tentativas de reduzir desigualdades sociais e territoriais, mas sem instrumentos de controle eficientes há sim o risco de a cidade ser (mais ainda) vendida para o mercado imobiliário e  blá-blá-blá.

Para quem não sabe, o PDE (para os íntimos) é um calhamaço de 600 páginas que o executivo entregou ao legislativo para aprovação. Não li nem pretendo ler. Mesmo sabendo da importância do tema, tendo economizar energia ao lidar com ele. Vendo caos por toda a parte, não acredito muito em soluções planificadas e centralizadas. Estou preferindo mergulhar nesse caldo urbano imperfeito e semear umas gentilezas por aí, tentando encontrar frestas no sistema para a cidade literalmente florir e frutificar. E é com isso na cabeça que trabalho como voluntária na Horta das Corujas (Vila Madalena) e Horta do Ciclista (Av. Paulista).

Voltando ao PDE, supostamente o processo foi participativo incorporou as sugestões encaminhadas pelos cidadãos em audiências prévias e pelo site http://gestaourbana.prefeitura.sp.gov.br/. Eu mesma fiz algumas propostas e não sei o aconteceu com elas e com outras milhares que a galera enviou. Bom, agora está começando uma série de audiências devolutivas (várias temáticas e uma em cada subprefeitura) para explicar isso.

Com a melhor das intenções, os vereadores Ricardo Young e Police Neto convidam para um  encontro na segunda-feira das 18h30 às 21h30 (local: Câmara Municipal) para discutir o Plano Diretor de São Paulo com os coletivos que estão colocando a mão-na-massa para melhorar a cidade. Sim, ainda dá para mexer no PDE.  A discussão vai abordar sobretudo o capítulo Gestão Democrática do Plano Diretor.  Só que eu já li duas vezes o tal capítulo (só esse e já foi mais que suficiente) e ainda não entendi como a população vai participar do plano. Os únicos dados que meus atordoados neurônios conseguiram extrair é que haverá uma Conferência Municipal da Cidade de São Paulo, será criado o Conselho Municipal de Política Urbana, virão mais audiências públicas etc e tal. Mas não sou bom parâmetro de entendimento para burocracia. Na verdade, fico totalmente disléxica diante desse tipo de texto. Vou lá na Câmara segunda-feira em busca de alguma luz.

Falando em luz, enquanto os poderosos se digladiam para abocanhar o direito de construir e lucrar mais, acredito que o acesso aos raios de sol, às árvores, às praças, ao ar puro, ao silêncio e a ver o horizonte são prioritários. Vai ser uma luta conseguir cacos de verde dignidade urbana na selva de concreto.

De resto, faço minhas as palavras do urbanista João Sette Whitacker: “Não acredito muito em planos diretores. Acabam envolvendo um enorme esforço de técnicos bem intencionados, a mobilização de milhares de munícipes, disputas acirradas entre vereadores, mas no fim resultam num compendio de regras urbanísticas que ninguém segue, ou se segue, o faz apenas nas partes que interessam aos setores que transformaram nossas cidades em um palco exclusivo de negócios… Já que a revisão do plano de São Paulo está ai, enviada à Câmara temos que engrossar o esforço dos que se debruçarão sobre ele, para depois, provavelmente decepcionar-nos pelo esforço inútil.“

O bom mesmo vai ser encontrar um monte de gente legal e fazer contatos para fortalecer a rede de pessoas que está se divertindo muito ao tentar transformar a cidade. Aliás, amanhã (sábado) vou capinar um pouco a Horta das Corujas (mapa aqui: http://hortadascorujas.wordpress.com/sobre-a-horta/) e domingo a partir de 12h estaremos trabalhando na Horta do Ciclista (Av. Paulista entre Consolação e Bela Cintra, no canteiro central). Se quiser, apareça!

Dica de leitura para quem quer aprofundar no tema: http://cidadesparaquem.org/blog/2013/8/18/um-plano-diretor-pode-mudar-a-cidade

Você também poderá gostar de:

Deixe um comentário

You can use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Simplesmente

Dá para ser muito feliz consumindo menos.

Visitantes no blog

  • 439459Visitas:

RSS

Assine este feed

Posts por categoria