Dá para ser muito feliz consumindo menos

133. Pé na lama e fé na vida


 

 

 

 

 

 


 

Sabe o que é isso? A nascente do Rio Iquiririm, no Butantã, sendo reaberta por um grupo de cidadãos que deseja os rios de São Paulo limpos e livres.

(Registro em vídeo aqui: http://vimeo.com/90175873)

Essa crise hídrica da metrópole seria cômica se não fosse trágica, já que a Grande São Paulo é uma espécie de Veneza do planalto, construída sobre milhares de riozinhos e riozões, quase todos canalizados para criar ruas e avenidas. Daqui a 200 anos, se nossa civilização conseguir sobreviver à sinuca ambiental que criou, vamos beber água do córrego do lado de casa e já teremos esquecido aquele hábito ridículo de fazer cocô em água potável.

Enquanto estamos em 2014, um pessoal pensa grande e faz pequenas ações que mostram como a cidade poderia ser melhor e mais feliz se parasse de brigar com a natureza. A reabertura da nascente do Iquiririm foi um desses eventos de urbanismo-hacker que comprovam duas teses sobre utopia: 1) não é um lugar onde a gente chega e sim uma direção a seguir; 2) colocar em prática um sonho coletivo é um bom jeito de ser feliz e conhecer pessoas legais.

Quem explica o que foi feito é a Lu Cury: “Nós represamos a água num lago e o excedente continua caindo na boca de lobo, como antes. Mas o fato da água dessa nascente formar esse lago nesse terreno concretiza pras pessoas a necessidade de cuidar dela e de cuidar do entorno. Sábado tiramos de tudo daí desse charcão: saco de entulho de obra cheio, pneus de moto, de carro, cadeira, prato e cacos de vidro, latinhas, latões, garrafas, madeiras com pregos… Quem sabe agora com o lago fique claro que terrenos não construídos e com vegetação não são lixões a céu aberto.” E eu completo: se um dia houver sensatez e resolvermos renaturalizar os rios da cidade, sinalizar e fazer brotar de novo nascentes que um dia foram soterradas já é um grande adianto.

Na Superação Iquiririm, assim como nos mutirões de hortas comunitárias, tem criança, velho, cachorro, vizinho e gente de todo tipo. Às vezes rola pic-nic, pintura no muro, aula de alongamento, risada, violão. Quando chove e em área de nascente não falta lama para animar a festa. Acho esse tipo de programa infinitamente melhor do que passear no shopping, qualquer game, atração da TV ou das redes sociais virtuais. Sem falar que é tudo grátis e ninguém está nem aí para a roupa que você veste ou seu cargo na firma.

PARA PENSAR, PARTICIPAR, SE INSPIRAR
Iniciativa Rios e Ruas – http://rioseruas.com/

Entre Rios, a urbanização de São Paulo – http://www.youtube.com/watch?v=Fwh-cZfWNIc

Nas profundezas das águas da cidade (TED de Guilherme Castagna) - http://www.youtube.com/watch?v=T8caDcL4brQ

Chega de fossa (Como tratar o esgoto em casa) – http://www.youtube.com/watch?v=HQMgotBb7FQ

Falando sobre merda (TED de André Soares) – http://www.youtube.com/watch?v=VvleJrOkfGI

Watershed 2.0 (TED de Brock Dolman sobre adaptações urbanas às mudanças climáticas) - http://www.youtube.com/watch?v=Izf6D1LQlFE

Unindo o norte ao sul (entrevista do oceanógrafo Edmo Campos sobre aquecimento global) – http://www.pagina22.com.br/index.php/2013/10/unindo-o-norte-ao-sul/

Mutirões de Hortas Comunitárias em SP

  • Horta das Corujas (próximo à Av. das Corujas, Vila Madalena) – todos os domingos a partir de 10h. Mais infos no bloghttp://hortadascorujas.wordpress.com/
  • Horta do Ciclista (Av. Paulista entre Bela Cintra e Consolação, canteiro central) – primeiro domingo do mês a partir de 12h.
  • Horta da Vila Pompeia (Rua Francisco Bayardo, perto da Av. Pompeia) – todo domingo a partir de 11h com café da manhã comunitário.
  • Horta da Vila Anglo (Praça Antonio Resk, perto da Rua Heitor Penteado) – todo sábado a partir de 10h e terças 9h.
  • Horta do CCSP (Centro Cultural São Paulo, metrô Vergueiro) – último domingo do mês a partir de 9h com café da manhã comunitário.
  • Horta Comunitária do Pq Ipê (Rua Marujada, 53, Campo Limpo, perto do ponto final do ônibus Pq Ipê) – mutirões aos sábados a partir das 8:30
  • Horta do IEE USP – Instituto de Energia e Ambiente na Cidade Universitária. Mutirões a cada duas semanas, sempre aos sábados das 9 às 13hs.
  • Horta da Nascente- mutirões todos os domingos a partir das 16hs. Na Praça da Nascente-av. Pompeia, 2140, esquina com André Casado www.ocupeeabrace.com.br

Você também poderá gostar de:

3 Comments to 133. Pé na lama e fé na vida

  1. Marli's Gravatar Marli
    24 de março de 2014 at 0:21 | Permalink

    Para comemorar o Dia Da Água com louvor!

  2. Christine Munhoz's Gravatar Christine Munhoz
    26 de março de 2014 at 12:51 | Permalink

    incrível
    o texto, a abertura da nascente e as referências.

  3. MARIA ALICE's Gravatar MARIA ALICE
    8 de abril de 2015 at 14:25 | Permalink

    Estão informados sobre as Oficinas para elaboração do Plano Municipal da Mata Atlântica? A da Subprefeitura do Butantã vai ocorrer no dia 11/04 | 9h às 14h | na Uninove Campus Memorial – Anfiteatro (2° Subsolo – Prédio C) – Avenida Francisco Matarazzo, 364 – Barra Funda.
    Subprefeituras em pauta: Perus, Pirituba/Jaraguá, Casa Verde, Freguesia do Ó, Lapa, Butantã e Pinheiros. Inscrições no site http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/meio_ambiente/pmma/index.php?p=191888

Deixe um comentário

You can use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Simplesmente

Dá para ser muito feliz consumindo menos.

Visitantes no blog

  • 348918Visitas:

RSS

Assine este feed

Posts por categoria