Dá para ser muito feliz consumindo menos

Author Archives: Claudia Visoni

153. 13 sugestões para hortas escolares

A boa notícia é que as escolas querem hortas. Só que não é tão fácil assim fazer um projeto relevante. Para tentar ajudar, escrevi esse post, que está aberto a melhorias e complementos. Vai dando sugestões e escrevendo suas dúvidas que aos poucos vamos completando e aperfeiçoando o roteiro da horta escolar, está bom?

152. Governantes: plantar e cuidar das árvores urbanas deve ser prioridade

Vamos começar um novo ciclo da gestão municipal no Brasil e as árvores urbanas precisam urgentemente entrar na agenda dos governantes eleitos. É uma questão de saúde pública e de fazer uma melhor gestão dos recursos financeiros, como os diversos estudos relacionados abaixo comprovam.

As administrações públicas devem priorizar não só o plantio e manutenção das áreas verdes nas cidades como também a disseminação desses conhecimentos para combater os atos de vandalismo e maus tratos que a população tem infringido às árvores. O gestor público que tomar essas providências com certeza será reconhecido por sua contribuição à saúde e ao bem-estar da população, além de economizar recursos públicos.

151. Microcurso de horta

O que dá para aprender sobre horta em um texto? Bastante coisa. Quanto tempo leva para aprender tudo sobre horta? Muito mais do que uma vida inteira. E no meio desse paradoxo do tempo os agricultores há milênios vêm repetindo o ciclo mágico de semear, cuidar, colher, compostar. Aqui vão 10 lições sobre hortas domésticas e hortas comunitárias que podem ser úteis.

150. Comida de verdade até para o Nino

Meu cachorro começou a passar mal por causa da ração e o veterinário não quis comprar briga com a indústria alimentícia canina. Descobri sozinha a causa do problema e passei a cozinhar para ele. Dá bastante mais trabalho, mas é mais saudável e barato.

148. Meus produtos de limpeza

Na lista de compras, apenas sabão de coco (em pó e em barra), bicarbonato, álcool e açúcar mascavo. Desinfetante e detergente eu faço em casa.  Sabe aquelas gôndolas do supermercado onde ficam centenas de produtos de limpeza? Não frequento mais. Quer dizer, entro naquele corredor de vez em quando só para pegar álcool líquido e [...]

147. 7 sugestões para o ativismo coletivo dar certo

Já faz uns anos que participo de vários coletivos e tenho vivido experiências incríveis de liberdade, fraternidade e igualdade. Também percebo que não é fácil mudar o jeito de fazer as coisas e a inércia às vezes carrega a gente para a egotrip, a vontade de mandar e outros vícios da sociedade competitiva. Essa apresentação [...]

146. De onde vem a comida?

Cada garfada tem muita história para contar. De onde vem aquele alimento? Quem produziu? Como? Onde? Como foi a comercialização e o preparo? Comer é um ato político, como diz Michael Pollan. E também um ato de amor ou desamor, digo eu. Apostando na primeira opção, fiz de comprar, plantar e cozinhar comida natural, fresca e sem veneno uma prioridade. Sim, gasto bastante tempo, dinheiro e energia nisso. Mas acredito que não existe maneira mais poderosa e saborosa de mudar o mundo.

145. Procura-se conselheiro do meio ambiente

Há dois anos sou conselheira do meio ambiente na subprefeitura de Pinheiros. O mandato está acabando, aprendi muito e vou tentar me reeleger. Precisamos de mais candidatos e as inscrições terminam em 30 de junho.

144. Em defesa das árvores de São Paulo

Esta carta aberta foi enviada ao Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e ao Secretário do Verde e do Meio Ambiente, Wanderley Meira. O texto é resultado do trabalho coletivo do Grupo de Arborização Urbana do Conselho de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Cultura de Paz da Subprefeitura de Pinheiros, do qual faço parte.

143. Manual de Sobrevivência para a Crise da Água

Estamos terminando o período de chuvas sem o nível das represas do Sistema Cantareira, o maior da metrópole, subir acima do volume morto. E os demais reservatórios estão sendo literalmente sugados para dar conta de abastecer 20 milhões de pessoas. Temos menos água estocada do que tínhamos no ano passado e vêm aí longos meses secos. O que vai acontecer ninguém sabe, mas com certeza precisamos nos preparar para situações difíceis.

Simplesmente

Dá para ser muito feliz consumindo menos.

Visitantes no blog

  • 367419Visitas:

RSS

Assine este feed

Posts por categoria